segunda-feira, 7 de abril de 2014

Matando a saudade...

Boa noite queridos...

Vi o recadinho de muitos amigos aqui no blog e senti uma vontade de postar alguma leitura nova, algo interessante.

Não sei se todas as semanas, mas vou tentar estar aqui frequentemente!

E para começar quero trazer a história de Passarinha...

...um livro bastante interessante que traz uma narrativa simples, divertida e comovente.
 
Não é preciso muito para saber o assunto, não é? A capa é linda e muito bem elaborada, entrega de cara que vamos entrar um pouquinho no mundo do Autismo.
 
 
Passarinha conta a história da pequena Caitlin, que perde seu irmão mais velho Devon, seu porto seguro, em um atentado na escola em que ele estuda Virginia Dare.
 
A partir de então, Caitlin que tem Síndrome de Asperger, se vê sozinha no seu mundo -  sem ninguém que a ajude Captar O Sentido das coisas, que para ela é confuso ou incompreensível - mas com a ajuda de sua orientadora educacional e seu pai, parte na busca de um desfecho que a ajude a minimizar a dor e seguir em frente.
 
O livro nos toca pela visão de dentro da Síndrome. É como se estivéssemos vivendo um mundo pelos olhos de Caitlin, com sentimentos sinceros e muito coerentes:
 
"Estou sentada na sala da Sra. Brook olhando para a mesa. Achei que especial era bom, murmuro." p. 172.
 
Trata-se de uma história cativante e envolvente, narrada em primeira pessoa, que mostra que é necessário " Compreender as dificuldades das pessoas e - igualmente crucial - ajuda-las a compreender suas próprias dificuldades e ensinar-lhes maneiras concretas de ajudar a si mesmas irá, por sua vez, ajuda-los a lidar melhor com suas próprias vidas e, por extensão, com as nossas". p.224
 

 

Sinopse - Passarinha - Kathryn Erskine

No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito.
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...